Como funciona a automação de piscinas - manutenção de piscinas

A motobomba de piscina requer tanto cuidado como os demais artigos

O funcionamento adequado da piscina envolve aspectos muito importantes, tais como o emprego de equipamentos corretos. A motobomba de piscina, por sua vez, é um desses artigos cuja atividade precisa de atenção porque muitos problemas podem acontecer quando não há o direcionamento correto. Com isso, as consequências geram diversas dores de cabeça para as pessoas.

Pensando nisso, desenvolvemos neste artigo uma completa lista referente à má utilização da motobomba de piscina que você precisa estar atento. Quando as devidas condições não são seguidas, problemas acontecem e isso impede que as pessoas aproveitem o excelente lazer que a piscina oferece em dias quentes. Por isso, atenção às próximas informações.

Conheça as 5 complicações decorrentes da má utilização da motobomba de piscina

  • Incompatibilidade com o filtro
    A motobomba de piscina está associada ao filtro que realiza a retenção de sujeira presente na água. Logo, quando o equipamento não possui compatibilidade com o volume de líquido, sua ação tende a ser menos eficiente do que esperado.
  • Instalação em local úmido
    Assim como qualquer outra máquina que não possui nenhum tipo de proteção à prova d’água, a motobomba de piscina não está fora dessa questão. Dessa forma, a sua instalação próximo a locais com bastante umidade prejudica o seu funcionamento, podendo, inclusive, danificar o equipamento.
  • Superaquecimento
    A sobrecarga do equipamento também influencia no seu desempenho. Por isso, é importante manter o cuidado para que a motobomba de piscina tenha trabalho excessivo no impulsionamento da água no interior da estrutura.
  • Presença de insetos e galhos
    A entrada de insetos e detritos no compartimento da motobomba de piscina dificulta o seu trabalho, pois qualquer interferência pode gerar pane no sistema quando, por exemplo, animais roem a fiação do equipamento.
  • Erro de voltagem
    As máquinas são fabricadas entre 110V a 220V. Dessa forma, é fundamental verificar qual é a tensão adequada onde a motobomba de piscina será instalada, de modo a prevenir dores de cabeça relacionadas à sobrecarga do motor.

Por isso, antes de adquirir a sua motobomba de piscina, fale com a Faria Bombas e tire todas as suas dúvidas

Mantendo sempre o altíssimo padrão no atendimento, a equipe da nossa empresa é composta por especialistas em motobomba de piscina que estão à disposição para auxiliá-lo no que precisar. Assim, garantimos que o cliente tenha a assistência profissional adequada e consiga utilizar o dispositivo corretamente em seu estabelecimento. Para saber mais informações, fale conosco agora mesmo.

POSTS RELACIONADOS