21 2273-0041
2273-7546
2293-4829
96422-0770
ID Nextel: 88276*150

Visite nosso Facebook:

Prevenir a água verde

água verde na piscina

Fim de semana chegou! Todos os amigos foram convidados para curtir um dia de sol em volta da piscina. Mas de repente vocês se deparam com uma piscina com água verde. Que pesadelo não é mesmo? Mas não se desespere, tem uma solução para voltar a ter sua piscina com água limpa e cristalina.

Nas olimpíadas de 2016, a água verde na piscina virou noticia mundial. Isso porque atletas de todo mundo iriam usar aquela piscina para competições e se depararam com essa cena incomum durante as competições. Tanto competidores como o público ficaram bastante intrigados com a origem da água verde nas piscinas.

Não é segredo para ninguém que a água da piscina tem que passar por limpeza diariamente. Essa limpeza inclui além da retirada de folhas, poeira e outros impurezas. Além disso há a necessidade da adição de produtos químicos. Tudo isso para garantir que a água esteja adequada para o banho, sem causar prejuízos a saúde.

Mas o que é a água verde, afinal?

Quando encontramos a água da piscina no tom esverdeado é sinal de que algas e outros microorganismos estão de proliferando na piscina. Isso não se trata somente de aspecto visual, é questão de saúde. As algas são minúsculos seres vivos que costumam deixar os donos de piscina de cabelo em pé.

Isso porque elas chegam até a piscina de diversas maneiras, pois são unicelulares. Esse aspecto as faz sobreviver por um longo tempo até que possam encontrar um local adequado para se reproduzir. As maneiras mais comuns das algas chegarem até a piscina é através do vento e das chuvas. Repare que sempre após a chuva a piscina fica no tom esverdeado.

Há milhares de algas em todo mundo, mas as capazes de mudar a tonalidade da água da piscina são poucas. Vamos falar de dois tipos de algas, a alga resistente ao cloro e a alga sensível ao cloro.

A alga sensível ao cloro não tolera a presença do cloro na água. Portanto, quando a piscina está com o pH equilibrado e o cloro na medida certa, as algas não resistirão. Assim, você irá garantir que sua piscina não fique verde.

As algas resistentes ao cloro se proliferam na piscina mesmo quando o pH está equilibrado e o cloro está na medida correta. Para eliminar esse tipo de alga é necessário que se use o tratamento de choque com algicida. Em lojas especializadas existem o algicida especifico para o tratamento de choque. Esse produto irá fazer com que a água da piscina volte a ficar cristalina através da eliminação das algas.

A causa da água verde na piscina é devido a proliferação das algas, como já sabemos. Agora, veremos como tratar a água verde deixando apropriada para o banho novamente.

Realize a limpeza na piscina contra a água verde

Retire com o auxílio de uma peneira todas as folhas, galhos, insetos, enfim, todas as impurezas palpáveis. Elas podem ser retiradas com auxilio da peneira. Utilize uma escova com cabo telescópico e escove as paredes e o fundo da piscina, para soltar todas as algas.

Verifique a química

Na maioria dos casos de água esverdeada, o pH está abaixo do normal, deixando a piscina ácida. O ideal é que a água fique neutra. Existe uma fita teste para fazer a conferência dos níveis de pH e alcalinidade, a alcalinidade deve estar entre 80 a 120 ppm e o pH entre 7,2  e 7,8, na hora de fazer a medição. A alcalinidade da água deverá ser a primeira a ser corrigida. Ao corrigir a alcalinidade aguarde aproximadamente seis horas para adicionar outro produto químico.

Prepare a decantação e a aspiração

Para fazer o processo de decantação, basta adicionar o algicida na água e acionar o filtro da piscina na posição recircular por aproximadamente duas horas para que o produto se dilua de maneira homogênea. Feito isso, deixe a água da piscina em repouso por aproximadamente 12 a 15 horas, para que aconteça a decantação das algas. Após faça a aspiração da piscina com o filtro na posição drenar, no caso de poucas algas pode colocar o filtro na posição filtrar.

Verifique o nível de cloro e adicione o cloro

Antes de usar o algicida é de suma importância verificar o nível de cloro da piscina. Caso o cloro esteja acima de 2ppm, não utilize nenhum algicida na sua piscina, porque o cloro é incompatível com algicida. Quando utilizados no mesmo dia, com o nível do cloro acima de 2 ppm, a sua piscina poderá ficar com manchas. A dosagem correta é 14 gramas de cloro para cada 1000 litros de água.

Verifique a alcalinidade e pH

Para finalizar faça novamente a medição para conferir se o nível de alcalinidade e de pH estão correto, evitando cheiro forte, ardência nos olhos, reações alérgicas e por fim garantindo a saúde da água da sua piscina contra a formação de água verde.

POSTS RELACIONADOS