21 2273-0041
2273-7546
2293-4829
96422-0770
ID Nextel: 88276*150

Visite nosso Facebook:

O país dos rios

O Brasil é um país de proporções continentais. É o maior país da América do Sul, detém em seu território a maior parte da Floresta Amazônica e tem uma das maiores hidrografias do mundo. Com 12 tipos diferentes de bacias espalhados pelo território nacional. Rios e mais rios, quilômetros de extensos espelhos de água que cortam todo o país. Mas por que isso não é valorizado?

A grande parte dos transportes comerciais no país acontecem através das estradas. O Brasil transporta quase tudo através dos 1.751.868 quilômetros de estradas e rodovias que o país tem. Porém desse número apenas 13% das estrada são pavimentadas ou estão em condição de receber uma grande quantidade de veículos. Existem estradas BR, aquelas que cortam todo o país, que em alguns trechos são estreitas e cheias de buracos.

 

rio-amazonas-o-maior-do-brasil

 

É um fato de que algumas estradas no Brasil estão bem conservadas, sinalizadas e próprias para viagens. Os transportes através das estradas ajudam a manter a economia e a conversação das próprias vias. Mas ao mesmo tempo todo esse esforço exige um certo investimento. E todo esse investimento e fundos para patrocinar essa comodidade nas estradas vem através dos pedágios.

Mas e se o transporte das cargas fosse feito através dos rios?

Sabemos que mais de 50% do valor dos produtos que são comercializados no país são de impostos. Dos mais variados e com valores diferentes. E um desses impostos é de transporte. Para que o produto chegue até a nossa casa foi necessário que ele percorresse quilômetros de estradas para chegar até aos mercados para que assim você pudesse comprar. E isso lhe foi cobrado.

Se o transporte das cargas fosse feito através dos rios, esse imposto não deixaria de existir mais seria bem menor. Já que quando transportamos por estradas temos mais gastos do que pelos rios.

Se nossos transportes fossem feitos pelos rios o Brasil economizaria 4 bilhões de reais por ano. Hoje apenas 7% das cargas é transportada pelos rios. Segundo algumas contas da Confederação Nacional dos Transportes pelo menos metade dos produtos que são fabricados no Brasil poderiam ser transportados pelos rios.

Em Mato Grosso existem as maiores produtoras de Soja do mundo. Esses produtos chegam até os portos do sul e sudeste, através da BR 163, para então serem transportados para a Europa e a América do Norte. Se fossem pelo Teles Pires, um rio que passa bem no centro das lavouras chegaria ao porto de Santarém e de lá para o Oceano Atlântico. Uma economia de 4.000 mil quilômetros.

Uma saca de milho na região custa em média R$9,00. Para transportar essa saca para o porto de Santos, somando o valor do frete, o valor subiria para R$18,00, o dobro. Se a hidrovia Teles Pires fosse usada, o frete seria de apenas R$1,00 por saca. Segundo a Associação dos Produtos da região só com o combustível o Brasil economizaria 2 bilhões de reais por ano.

O Brasil está vivendo tempos de crise, onde economizar deve ser a palavra chave. É necessário que qualquer tipo de gasto desnecessário seja cortado. E estamos perdendo a chance de economizar e sair da crise. O Brasil é um país grande e com muitos recursos. Tantos que nem mesmo nós estamos sabendo aproveitar.

POSTS RELACIONADOS